História do ISD

O Instituto Santos Dumont (ISD) foi constituído e qualificado como organização
social no ano de 2014 . Suas unidades, entretanto, operam há mais de 10 anos no
Nordeste Brasileiro , devido à parceria do Instituto com a Associação Alberto
Santos Dumont para Apoio à Pesquisa (AASDAP), gestora desses espaços em
seus anos iniciais de atividade.
A primeira unidade do ISD a entrar em operação foi o Instituto Internacional de
Neurociências Edmond e Lily Safra (IIN-ELS) , em 2006 , que à época se chamava
Instituto Internacional de Neurociências de Natal. O IIN-ELS se apresenta como um
centro avançado de pesquisa em neurociências no Brasil, com corpo de
pesquisadores permanentes e associados, que trabalham nas linhas de pesquisa
centrais desenvolvidas pelo IIN-ELS. Naquela época os estudos eletrofisiológicos
com matrizes de microeletrodos implantados no sistema nervoso eram raros no
Brasil, ainda mais quando combinados com abordagens comportamental,
histológica e imunohistoquímica, e métodos de análise quantitativa.
Em fevereiro de 2007 foi inaugurado o Centro de Educação Científica (CEC)
Escola Alfredo J. Monteverde , unidade localizada em Natal-RN , fundada pela
AASDAP e gerida pelo ISD desde 2014. No mesmo ano, em setembro, foi
inaugurado o Centro de Educação Científica (CEC) Escola Alfredo J.
Monteverde de Macaíba (RN) .
Em operação no Rio Grande do Norte desde 2008, o Centro de Educação e
Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi (CEPS), localizado no município de Macaíba,
está inserido no Sistema Único de Saúde (SUS) na qualidade de escola para as
profissões da saúde.

No ano de 2010 , ainda sob gestão da AASDAP, foi inaugurado o CEC de
Serrinha-BA. E em 2013 , o IIN-ELS passou a oferecer, no município de
Macaíba-RN, o primeiro programa de Pós-Graduação em Neuroengenharia do
Brasil, na área de Engenharia Biomédica, autorizado pela Coordenação de
Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Esta é uma área do
conhecimento que integra técnicas de engenharia e neurociências para o estudo e compreensão do funcionamento do sistema nervoso, bem como para a elaboração de interfaces entre o cérebro humano e dispositivos artificiais.
Em 2014, o IIN-ELS sai do bairro da Candelária, em Natal, e passa a funcionar em Macaíba, no prédio onde mantém sua infraestrutura até o momento. No dia 17 de
outubro de 2016, o ISD ampliou sua área de atuação, expandindo a abrangência dos serviços do CEPS por meio da portaria 1430 do Ministério da Saúde, que habilitou-o como Centro Especializado em Reabilitação Auditiva, Física e Intelectual (CER III).