• Português
  • English

​​ISD promove exposição “Essência Negra”, aberta ao público

13/07/202211:27

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em alusão ao mês em que se celebra o Dia da Mulher Negra, Latinoamericana e Caribenha, o Instituto Santos Dumont (ISD), trouxe para o Espaço de Exposições Nise da Silveira, localizado no Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra (IIN-ELS), uma de suas unidades em Macaíba, a exposição Essência Negra, montada pelos fotógrafos Ana Cláudia Albuquerque, Kaline Lucena e Rodrigo Campos. A exposição traz 20 retratos de mulheres negras dos 62 aos 107 anos de idade, de 17 comunidades quilombolas do Rio Grande do Norte.

 

As visitas devem ser agendadas pelo formulário (Visitas ao IIN-ELS / ISD (google.com)), ou na aba “Comunicação e eventos” > “Portas abertas” do site: www.isd.org.br. Os visitantes terão oportunidade de ver as fotografias e participar de uma visita guiada na sede do IIN-ELS, onde está situado o Mestrado em Neuroengenharia do ISD, único nesta área de conhecimento no Brasil. A exposição estará aberta ao público externo nas quarta-feiras pela manhã e nas quintas-feiras à tarde.

 

Dentre as personalidades fotografadas estão a atriz mossoroense Tony Silva e Maria Nazaré Marques de Moura, uma das fundadoras da comunidade quilombola Moita Verde, em Parnamirim, falecida aos 107 anos. Maria Nazaré foi testemunha de grandes eventos históricos do Rio Grande do Norte, como a instalação da base norte-americana na cidade de Parnamirim durante a Segunda Guerra Mundial.

 

“Vejo uma beleza nessa pessoa que foge dos padrões convencionais. Há muita sabedoria, muita força, e era isso que a gente queria mostrar através das fotos”, afirma a fotógrafa Ana Cláudia Albuquerque. Segundo ela, para fazer os retratos, os fotógrafos costumam passar o dia inteiro com as mulheres, ouvindo suas histórias de vida. “São histórias muito ricas mas, por vezes, também muito dolorosas, porque essas mulheres viveram diretamente os efeitos do racismo. Tinham mulheres que tiveram que fugir de casa porque eram negras, muitas histórias muito doloridas, mas muito necessárias de serem resgatadas, porque o racismo ainda é uma realidade em nossa sociedade”, completa.

 

O Diretor-Geral do ISD, Reginaldo Freitas Júnior, afirma que a exposição é um passo importante na integração da instituição à comunidade por meio de atividades culturais e artísticas, além das que já acontecem relacionadas à ciência, educação e saúde. “O ISD enxerga na comunidade que nos acolhe a centralidade do nosso trabalho e a responsabilidade para com essa comunidade é um imperativo do mandato social que o Instituto assume. Nossa ideia é fomentar uma programação de exposições e atividades culturais numa frequência crescente, com o desejo que nossos espaços sejam reconhecidos como espaços que pertencem às comunidades macaibenses e potiguares e que, assim, estejamos cada vez mais próximos das pessoas que motivam nosso trabalho”, afirma o Diretor-Geral.

 

“São olhares, sorrisos e rostos que traduzem, com muita boniteza, a força da mulher negra potiguar. As linhas que marcam essas faces contam as histórias de vida dessas mulheres e personificam a construção da nossa história enquanto povo e sociedade. Isso é uma coisa muito preciosa para nós. Estamos muito felizes e honrados em receber a Exposição Essência Negra, com toda a generosidade e sensibilidade expressas no trabalho de Ana Albuquerque, Kaline Lucena e Rodrigo Campos, que merece ser visto e divulgado por muitas pessoas”, completa.

 

Dia da Mulher Negra, Latinoamericana e Caribenha

Comemorado no dia 25 de julho, o Dia da Mulher Negra, Latinoamericana e Caribenha foi criado em 1992 em um encontro de mulheres negras em Santo Domingo, na República Dominicana. Elas assumiram a data e criaram uma rede para fazer com que a Organização das Nações Unidas (ONU) assumisse um papel na luta contra as opressões de gênero e raça. Além da data celebrada internacionalmente, no Brasil, o dia 25 de julho também é o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra, em homenagem à liderança do Quilombo Quariterê, no Mato Grosso do Sul, que resistiu à escravidão por duas décadas, até 1770.

 

Serviço

O que? Exposição fotográfica “Essência Negra”

Onde? Sala de exposições Nise da Silveira, no Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra (IIN-ELS), em Macaíba (RN)

Quando? De 14 de julho a 25 de julho de 2022, nas quartas-feiras pela manhã e quintas-feiras à tarde.

Para agendar a visita, acesse:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScTblcJB9PHdg3dEplKcupVRKiG26WIhJ3gzDbx4EPHfJNqEA/viewform

Texto:  Mariana Ceci / Ascom – ISD

Foto: Mariana Ceci / Ascom – ISD

Assessoria de Comunicação
comunicacao@isd.org.br
(84) 99416-1880

Instituto Santos Dumont (ISD)

É uma Organização Social vinculada ao Ministério da Educação (MEC) e engloba o Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra e o Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi, ambos em Macaíba. A missão do ISD é promover educação para a vida, formando cidadãos por meio de ações integradas de ensino, pesquisa e extensão, além de contribuir para a transformação mais justa e humana da realidade social brasileira.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
IIN-ELS

RECOMENDAMOS