• Português
  • English

ISD recebe o cavalo ‘Loirinho’, doado pela ABQM e Ande Brasil, para uso na equoterapia

15/06/202217:07

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Instituto Santos Dumont (ISD) recebeu, no final da semana passada, o primeiro cavalo doado pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), em parceria com a Associação Nacional de Equoterapia (Ande Brasil), para uso na equoterapia em crianças autistas. O animal é um macho da raça quarto de milha, e batizado de ‘Loirinho’. A Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ/UFRN), na zona rural de Macaíba, que mantém uma parceria com o ISD, é a casa do animal ao lado dos demais cavalos que colaboram com a equoterapia.

 

“Nós temos mais equoterapeutas na equipe do ISD e a ampliação do número de animais é importante para que haja uma rotatividade entre os cavalos que colaboram com essa terapia complementar às demais intervenções terapêuticas, para que eles não fiquem tão cansados. Além disso, é importante que cavalos novos cheguem para que os antigos sejam aposentados e a gente consiga abrir o serviço para mais pacientes das Clínicas, além do Autismo, da Lesão Medular, Parkinson e Microcefalia”, destaca a fonoaudióloga do ISD, Luana Aprígio, que atua como equoterapeuta. ‘Loirinho’ é o primeiro cavalo doado pela ABQM e Ande Brasil a chegar ao Instituto Santos Dumont, que deverá receber a doação de um segundo animal em breve.

 

O animal recebido na semana passada foi doado pelo médico veterinário e criador Hyago Ramalho Leite, da Paraíba, membro da ABQM. Conforme o vice-presidente da Associação, Paulo Moura, conhecido como Pauluca, o cavalo ‘Loirinho’ está em ótima saúde. “É um bom animal, com histórico de competidor em vaquejadas e muito dócil”, frisou. Conforme explicou, os animais doados para a equoterapia precisam atender critérios muito específicos como idade adequada à prática, temperamento dócil e habituado ao convívio com humanos, além de ser castrado. 

 

“O cavalo Loirinho chega em um momento importante, no qual estamos trabalhando a ampliação dos nossos atendimentos na equoterapia entre a Escola Agrícola e o ISD. Nós pretendemos ampliar o atendimento de crianças autistas e, a partir do segundo semestre, iniciaremos os atendimentos de pacientes com Parkinson. O animal recebido tem uma excelente musculatura, uma articulação forte e irá desempenhar bem suas funções. Loirinho apresenta um estado sanitário muito bom e é extremamente dócil e paciente, que aceita e adora o contato humano”, destaca o zootecnista Prof. Mário Cardoso, da Escola Agrícola de Jundiaí. 

 

Doação

 

Além dos dois animais doados ao ISD, outros 39 foram entregues pela ABQM e Ande Brasil a 22 instituições que trabalham com equoterapia em 11 Estados brasileiros. As doações foram viabilizadas através do Programa Pátria Voluntária. Conforme o presidente da Diretoria Executiva da ABQM, Carlos Eduardo Pedrosa Auricchio, a doação dos animais às instituições de reabilitação mostra a força da união das entidades envolvidas na ação. “É um momento histórico. Estar à frente de uma entidade dessa grandeza nos leva a olhar para várias direções e promover grandes ações. Além disso, nos faz perceber, cada vez mais, a necessidade de um setor cada vez mais estruturado”, afirmou. 

 

O trabalho desenvolvido pelo ISD na reabilitação de pessoas com deficiência através da equoterapia foi reconhecido pelo presidente da Ande Brasil, Jorge Dornelles Passamani. “Eu saí do ISD apaixonado. Esses cavalos farão a diferença na reabilitação de pacientes em todo o Brasil”, disse durante a cerimônia de entrega dos animais realizada em Brasília em 29 de março. 

 

Equoterapia

 

A equoterapia é uma terapia complementar, que não substitui outras intervenções terapêuticas e educacionais, mas que traz ganhos clínicos a nível físico e psíquico, como desenvolvimento da força muscular, relaxamento e consciência corporal. Desde 2017, pelo menos 20 crianças atendidas pelo ISD passaram pela Equoterapia. Em 2022, mais cinco crianças na faixa etária dos 4 anos serão acompanhadas com a equoterapia inserida no tratamento. 

 

Elas fazem parte de um projeto de pesquisa nacional multicêntrico da Associação Nacional de Equoterapia (Ande Brasil), intitulado “Comunicar com equoterapia: O efeito da equoterapia na reabilitação de pessoas com transtorno do espectro autista”, que tem como objetivo trabalhar aspectos de linguagem e comunicação. A pesquisa possui cinco centros de coleta de dados no Brasil sendo o Instituto Santos Dumont (ISD), um deles.

 

O diretor-geral do ISD, Reginaldo Freitas Jr., ressalta a relevância da equoterapia na melhoria de vida das crianças com autismo e a parceria exitosa com a Escola Agrícola de Jundiaí. “Os resultados são inegáveis e, sobretudo, emocionantes. Sem a sintonia de trabalho e a soma de esforços das equipes do ISD e da Escola Agrícola de Jundiaí/UFRN esse sonho não seria realidade”, declara.

Texto:  Ricardo Araújo / Ascom – ISD

Foto: Luana Aprígio / Ascom – ISD

Assessoria de Comunicação
comunicacao@isd.org.br
(84) 99416-1880

Instituto Santos Dumont (ISD)

É uma Organização Social vinculada ao Ministério da Educação (MEC) e engloba o Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra e o Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi, ambos em Macaíba. A missão do ISD é promover educação para a vida, formando cidadãos por meio de ações integradas de ensino, pesquisa e extensão, além de contribuir para a transformação mais justa e humana da realidade social brasileira.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
CEPS
IIN-ELS
INSTITUCIONAL
PESQUISA
REABILITAÇÃO

RECOMENDAMOS