• Português
  • English

ISD, Ministério da Saúde e Sesap promovem qualificação da rede de atenção à saúde da pessoa com deficiência

11/11/202113:45

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Rio Grande do Norte foi o estado escolhido pelo Ministério da Saúde em 2021 para sediar mais uma edição da Oficina de Qualificação da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência. O evento ocorre no Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra (IIN-ELS), uma das unidades do Instituto Santos Dumont (ISD), em Macaíba, e é fruto de uma parceria com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN). Ao longo desta quarta (10) e quinta-feira (11), painéis, discussões dialogadas, pôsters, avaliações de funcionalidade e grupos de trabalho  representantes dos Centros Especializados em Reabilitação (CER) de todo o estado. 

 

“O Sistema Único de Saúde não funciona sem a concepção, por todos que o fazem, da dimensão de rede que ele precisa ter. Esse evento traz isso com muita força: a necessidade de interação próxima de todos os entes que compõem a rede de atenção à saúde da pessoa com deficiência. Por mais que tenhamos as possibilidades de interação digital, de visitas e encaminhamentos de pacientes, é diferente a singularidade de um momento como esse, com todas as pessoas juntas para pensar o fluxo de rede, para compartilhar experiências exitosas em determinados serviços que podem ser replicadas ou transformadas para outras realidades. Isso é sempre muito rico, há sempre muito ganho quando se colocam as pessoas que fazem a linha de frente do SUS para trocar experiências”, avalia o diretor-geral do ISD, Reginaldo Freitas Jr..

 

O objetivo geral da Oficina de Qualificação da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência é aprimorar o processo de trabalho dos pontos da Rede de Atenção à Saúde (RAS). Entre os objetivos específicos estão: promover trocas de experiências entre os serviços de reabilitação da Rede PcD no Rio Grande do Norte, proporcionar aprimoramento técnico/conceitual dos profissionais que atuam nos serviços de reabilitação e alinhar estratégias para continuidade da qualificação da produção do cuidado em saúde nos Centros Especializados em Reabilitação e Oficinas Ortopédicas no Rio Grande do Norte. Ao final do evento, haverá a elaboração de uma proposta de Plano de Intervenção para indução da avaliação da funcionalidade com foco em: serviços de reabilitação, gestões locais (estado e municípios), além da gestão federal.

 

“Este evento tem uma importância fundamental. A Rede de Cuidado da Pessoa com Deficiência vive de ciclos e está crescendo. Neste ano, estamos fazendo 10 anos do Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, denominado Viver Sem Limite. Em 2019, realizamos uma Oficina em Rondônia, e solicitamos à Sesap/RN, que é uma grande parceira nossa e que tem uma rede bem interessante que está evoluindo bastante com muitas ações exitosas. Uma delas é o CER IV, mantido pelo Instituto Santos Dumont. Essas ações são extremamente relevantes. Quando a gente pensa no cuidado da pessoa com deficiência, é um desafio. É um público que exige muito e não pode ser diferente “, declarou Angelo Roberto Gonçalves, coordenador-geral de Saúde da Pessoa com Deficiência do Ministério da Saúde.

 

Como parte do evento, estão sendo apresentadas experiências exitosas pelos Serviços de Reabilitação do Rio Grande do Norte, com foco nas temáticas Fluxo e Organização dos Atendimentos (com exemplos da Clínica Prof. Heitor Carrilho, Centro de Reabilitação Infantil e Adulto – CRI/CRA, Centro de Reabilitação Educacional e Centro Especializado em Reabilitação de Areia Branca) e na Abordagem Biopsicossocial e Centrada nas Famílias nos processos de avaliação, intervenção e alta qualificada (com exemplos do Centro Especializado em Reabilitação do Instituto Santos Dumont, Centro Especializado em Reabilitação de Guamaré, da Associação Beneficente Nossa Senhora da Conceição (ABENÇÃO) e do Centro Especializado em Reabilitação de Caicó).

 

Também foram detalhadas as principais ações desenvolvidas pela Coordenação Geral de Saúde da Pessoa com Deficiência (CGSPD/DAPES/SAS/MS) do  Ministério da Saúde, no âmbito nacional. Além do coordenador-geral, Angelo Roberto Gonçalves, participam da Oficina representando o órgão ministerial, os servidores Débora Rodrigues Nascimento, Luane Carvalho Costa, e Theresa Queiroz. 

 

Os aspectos relacionados à Avaliação de Funcionalidade da Pessoa com Deficiência foram apresentados por Luciana Castaneda Ribeiro, do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ); por Shamyr Sulyvan de Castro, da Universidade Federal do Ceará (UFC); por Renata Cardoso Ferreira Vaz, da Rede PcD de Minas Gerais, por Samantha Maranhão, neuropsicóloga do ISD; e Vinícius Silva, da Associação Brasileira de Fisioterapia Cardiorrespiratória e Fisioterapia em Terapia Intensiva (Assobrafir).

 

“Esse evento, para o Rio Grande do Norte, ocorre em um momento que a gente precisa muito desse fortalecimento. Nós trabalhamos os planos regionais da rede da pessoa com deficiência no estado, algumas propostas foram atendidas pelo Ministério da Saúde e os Centros Especializados em Reabilitação, alguns deles, ampliaram suas modalidades. O Rio Grande do Norte é um dos estados que tem uma rede de atenção à pessoa com deficiência muito forte, temos alcançado ótimos resultados com ampliação de serviços e habilitações de oficinas ortopédicas. O estado foi escolhido por ter esse trabalho de forma integrada com todos os serviços de reabilitação. Até mesmo na pandemia, não paramos. O Rio Grande do Norte se destacou e reduzimos os impactos negativos por causa da pandemia. Conseguimos trabalhar e os pacientes continuaram tendo o seu atendimento garantido”, comentou Marilene Soares, coordenadora da Rede de Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência da Sesap/RN.

Texto: Ricardo Araújo / Ascom – ISD

Foto: Mariana Ceci / Ascom – ISD

Assessoria de Comunicação
comunicacao@isd.org.br
(84) 99416-1880

Instituto Santos Dumont (ISD)

É uma Organização Social vinculada ao Ministério da Educação (MEC) e engloba o Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra e o Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi, ambos em Macaíba. A missão do ISD é promover educação para a vida, formando cidadãos por meio de ações integradas de ensino, pesquisa e extensão, além de contribuir para a transformação mais justa e humana da realidade social brasileira.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
EDUCAÇÃO EM SAÚDE
REABILITAÇÃO

RECOMENDAMOS