• Português
  • English

Preceptores do ISD realizam capacitação sobre epilepsia para profissionais da atenção básica de Extremoz/RN

10/06/202112:47

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Preceptores multiprofissionais do Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi, do Instituto Santos Dumont (ISD), realizaram nesta quarta-feira (09) uma atividade de capacitação sobre epilepsia para equipes de enfermagem com atuação na rede básica de saúde do município de Extremoz/RN. A ação faz parte de um projeto que tem o objetivo de capacitar profissionais da atenção básica para que eles saibam fazer o acompanhamento, diagnóstico, possíveis encaminhamentos e dar todo o suporte necessário às demandas de eventuais casos de epilepsia. 

A formação aconteceu na Fundação de Cultura Aldeia do Guajiru e contou com a participação de seis profissionais de enfermagem que atuam em Unidades Básicas de Saúde (UBS) das zonas urbana e rural de Extremoz. 

A clínica de Epilepsia do Centro Especializado em Reabilitação Auditiva, Física e Intelectual (CER-III) do Anita é referência no Rio Grande do Norte em assistência a epilepsias farmacorresistentes – as epilepsias com crises de difícil controle por medicamentos – e identificou carências na rede básica de saúde com relação aos demais casos. As duas primeiras capacitações sobre o tema aconteceram em 2020 e contaram com a participação de profissionais enfermeiros e médicos do município de Macaíba/RN, que sedia o Instituto. Neste ano, o objetivo é a ampliação das capacitações, a começar pelos municípios da 7° região de saúde do estado, que compreende os municípios de Natal, Macaíba, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante e Extremoz. 

“É uma iniciativa muito importante pois a gente amplia o alcance das nossas ações, aprende sobre as demandas que existem naquela localidade, vê as necessidades reais para além do nosso serviço e leva conhecimento sobre a epilepsia, para que os profissionais saibam como dar toda a assistência necessária aos pacientes que chegam com essa demanda”, explica a preceptora multiprofissional neuropediatra, Celina Reis, uma das profissionais que conduziu a capacitação. 

Capacitação 

Como reconhecer um caso de epilepsia? Quais os sinais que podem ser detectados nas consultas? Que perguntas fazer quando surgir a suspeita? Essas são algumas das dúvidas respondidas pela equipe do ISD durante a capacitação ministrada. A formação é voltada para os casos de epilepsia controlada, aquelas que podem ser tratadas com medicamentos. 

O objetivo do curso, segundo a preceptora multiprofissional neuropsicóloga Joísa Araújo, é “capacitar profissionais da atenção primária em saúde para o atendimento e manejo da Epilepsia e compreensão do fluxo de referência das pessoas com Epilepsia Farmacorresistente, os casos mais graves”, disse.

Ministraram a capacitação, além de Joísa e Celina, a preceptora multiprofissional nutricionista, Luciana Câmara, a preceptora multiprofissional neurologista Nicelle Morais e a Residente de psicologia da Residência Multiprofissional no Cuidado à Saúde da Pessoa com Deficiência, Sarah Oliveira. 

Clínica

A clínica de epilepsia do Centro Especializado em Reabilitação (CER-lll) do Anita/ISD é um serviço para o acolhimento, atendimento e tratamento multiprofissional especializado das epilepsias graves, ditas farmacorresistentes. 

O Serviço Multiprofissional Especializado em Epilepsia Farmacorresistente (SEMEP), conta com um corpo de profissionais da Neurocirurgia, Neurologia Pediátrica e Adulto, Serviço Social, Psicologia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional e Nutrição especializada em Dieta Cetogênica.

O que é epilepsia?

A epilepsia é considerada uma das doenças neurológicas mais comuns que existem e, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), afeta cerca de 50 milhões de pessoas no mundo.

A doença pode provocar convulsões ou crises não convulsivas, entre elas crises de “ausência” – em que a pessoa parece “desligar” por alguns instantes, podendo retomar em seguida o que estava fazendo – e, por exemplo, sensações como distorções de percepção, movimentos descontrolados de uma parte do corpo ou medo repentino, conforme descrição da Liga Brasileira de Epilepsia.

“As crises não convulsivas”, segundo o Ministério da Saúde, “são, muitas vezes, difíceis de serem diagnosticadas, exceto quando evoluem para uma convulsão”. A epilepsia, segundo MS, pode ser prevenida e controlada em até 70% dos pacientes. 

Texto:  Kamila Tuenia – Estagiária de Jornalismo / Ascom – ISD

 

Assessoria de Comunicação
comunicacao@isd.org.br
(84) 99416-1880

Instituto Santos Dumont (ISD)

É uma Organização Social vinculada ao Ministério da Educação (MEC) e engloba o Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra e o Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi, ambos em Macaíba. A missão do ISD é promover educação para a vida, formando cidadãos por meio de ações integradas de ensino, pesquisa e extensão, além de contribuir para a transformação mais justa e humana da realidade social brasileira.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
EDUCAÇÃO EM SAÚDE
ENSINO

RECOMENDAMOS