• Português
  • English

Residência Multiprofissional no Cuidado à Saúde da Pessoa com Deficiência recebe prêmio em Recife (PE)

13/08/201909:37

Cuidando de nós mesmos: combate às opressões, diversidade de vivência e saúde mental do estudante: esse foi o tema do XXVI Encontro Nacional dos Estudantes de Fonoaudiologia (Enefon), que aconteceu na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) entre 24 e 28 de julho deste ano. Sobre diversidade de vivência os alunos da Residência Multiprofissional no Cuidado à Saúde da Pessoa com Deficiência (RMSPD) entendem bem e os relatos das experiências vividas em Macaíba (RN) se destacaram no evento a ponto de os trabalhos apresentados receberem o 3º lugar.

Quem representou o Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi (CEPS) na ocasião foi a fonoaudióloga Nancy Sotero, que faz parte da turma 2019/R1 da RMSPD e foi a única aluna de residência do Brasil inscrita no evento, onde a maioria era composta de graduandos. Ela apresentou dois relatos de experiência: um sobre vivências de fonoaudiólogos no trabalho interdisciplinar em grupos multi terapêuticos no Centro Anita Garibaldi; e outro sobre o Programa da RMSPD.

Os trabalhos premiados foram:

Alunas das duas turmas da RMSPD/ISD com a supervisora de estágio Marília Pinheiro (segunda, da esquerda para a direita)

A Fonoaudióloga e Supervisora de Estágio do CEPS, Marília Pinheiro, atribui o destaque no evento ao fato de ainda ser novidade a inserção da fonoaudiologia em um programa de atendimento multiprofissional. Ela explica que no Centro Anita Garibaldi os fonoaudiólogos estão incluídos em todo o processo de atendimento, assim como os profissionais de outras áreas: no acolhimento do paciente na triagem, na avaliação global, nas discussões de planejamento em equipe, nos atendimentos individualizados e nos atendimentos em grupos multi terapêuticos.

Nancy menciona que muitos participantes do evento se admiraram com a Instituição. “A estrutura e a organização do serviço chamaram muita atenção. Várias pessoas não tinham conhecimento sobre a existência de um Centro Especializado em Reabilitação, localizado numa cidade de interior em região de zona rural, com uma organização tão densa e com tantas atividades”, explica.

Talita Trigueiro, aluna da turma 2018/R2 da Residência do CEPS que participou dos trabalhos premiados, ressalta que a relevância da RMSPD está em oferecer uma formação mais ampla e aprofundada, que vai além do olhar clínico. Marília acrescenta: “É importante perceber como o profissional de saúde, não apenas o fonoaudiólogo, pode estar inserido na reabilitação, em um trabalho de humanização e acolhimento, de forma a entender o paciente como um todo e não como uma parte”.

O Programa da RMSPD é pioneiro no Brasil e a primeira turma teve início em 2018. O CEPS é habilitado pelo Ministério da Saúde como Centro Especializado em Reabilitação (CER III) nas áreas de deficiência física, intelectual e auditiva. Desse modo, o diferencial é que os alunos da Residência do CEPS podem atuar nas diversas clínicas oferecidas pelo Centro em Macaíba (RN).

O Programa da Residência Multiprofissional no Cuidado à Saúde da Pessoa com Deficiência realiza processo seletivo para novas turmas uma vez ao ano e as informações são divulgadas na página a seguir: http://www.institutosantosdumont.org.br/residencia-multiprofissional/

Texto: Dandarah Filgueira –  Estagiária de Jornalismo / Ascom – ISD

Fotos: Ariane Mondo / Ascom – ISD

Assessoria de Comunicação
comunicacao@isd.org.br
(84) 99416-1880

Instituto Santos Dumont (ISD)

Organização Social que mantém vínculo com o Ministério da Educação (MEC) e cuja missão é promover educação para a vida, formando cidadãos por meio de ações integradas de ensino, pesquisa e extensão e contribuir para a transformação mais justa e humana da realidade social brasileira.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
CEPS
EDUCAÇÃO EM SAÚDE

RECOMENDAMOS