• Português
  • English

CECs recebem visita de educadora e pesquisadora da educação de São Paulo

08/05/201716:50

CECs recebem visita de educadora e pesquisadora da educação de São Paulo

08/05/2017

Texto: Ariane Mondo – Ascom ISD

Fotos: Ariane Mondo – Ascom ISD e Divulgação CECs

Uma escola desejável para os alunos. É assim que a educadora Esméria Rovai pensa que deve ser a escola do século XXI. Ela esteve em Natal (RN) nos dias 04 e 05 de maio visitando os Centros de Educação Científica (CECs) da capital potiguar e de Macaíba (RN), porque enxergou no projeto pedagógico desenvolvido nessas duas unidades do Instituto Santos Dumont (ISD) uma experiência mais sintonizada com a realidade educacional contemporânea.

A educadora, que é doutora em psicologia da educação, parou de lecionar em 2012, mas continua ligada à área por pesquisar projetos educacionais com propostas pedagógicas diferenciadas no país: “Eu encontrei em projetos pedagógicos da atualidade alguns que estão mais sintonizados com a realidade do século XXI e um deles é a experiência dos CECs. Cá estou, encantada com o trabalho que está sendo desenvolvido aqui”, afirma Esméria.


IMG_1493_editada

Esméria participa de formação continuada dos educadores do CEC Macaíba

Em sua opinião, os alunos de hoje precisam ser educados dentro de uma visão que os coloquem como sujeitos de um processo de vida: “O aluno não está mais aceitando o conteúdo e o modo como esse conteúdo está sendo passado a ele. Esse modelo de escola é visto como chato. É preciso reverter esse quadro”, enfatiza a educadora.

Esméria participa de uma Associação voltada à educação de qualidade em SP, GVive, e atuou em um projeto nos anos 1960 chamado Ginásio Vocacional (GV). Após conhecer os CECs mais de perto, ela reconheceu algumas semelhanças com o GV, entre elas a metodologia adotada, que por meio de projetos torna o aluno coparticipante de seu plano de desenvolvimento. A educadora também viu semelhança na ideia do que seja a formação de um cidadão, compromissado com seu próprio desenvolvimento, mas também com a comunidade onde vive, partindo da concepção de a própria escola ser uma comunidade e ele, o aluno, ser um sujeito participante ativo da construção dessa comunidade.
Por fim, ela observou que os CECs estão conseguindo oferecer uma escola atraente, desejável, onde o aluno gosta da escola não pelo lanche ou porque recebe o uniforme e encontra os amigos, mas porque gosta de aprender. “Na reunião de formação continuada dos educadores do CEC de Macaíba com os  professores das escolas parceiras, eu compartilhei que eles devem levar essa ideia para suas escolas, fazer a escola de hoje um lugar desejável”, finalizou Esméria.


Esméria Rovai com a Diretora dos CECs, Dora Montenegro e o coordenador do CEC Natal, Walter Romero Jr.

Esméria Rovai com a Diretora dos CECs, Dora Montenegro e o coordenador do CEC Natal, Walter Romero Jr.

Esméria Rovai com a Diretora dos CECs, Dora Montenegro, o coordenador do CEC Macaíba, Luciano Frois e o assistente da Oficina de Ciência e Arte, Paulo Sérgio.

Esméria Rovai com a Diretora dos CECs, Dora Montenegro, o coordenador do CEC Macaíba, Luciano Frois e o assistente da Oficina de Ciência e Arte, Paulo Sérgio.

::::::::::::::::::::::::

O Instituto Santos Dumont (ISD) é uma Organização Social que mantém vínculo com o Ministério da Educação (MEC), cuja missão é promover educação para a vida, formando cidadãos por meio de ações integradas de ensino, pesquisa e extensão e contribuir para a transformação mais justa e humana da realidade social brasileira.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

RECOMENDAMOS