• Português
  • English

O trabalho do CEPS com alunos da Escola Multicampi de Ciências Médicas: cuidado humanizado e integral

12/09/201612:08

12/09/2016

Texto e Imagens – Luiz Paulo Juttel / Ascom – ISD

 

O trabalho do CEPS com alunos da Escola Multicampi de Ciências Médicas: cuidado humanizado e integral

 

O Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi (CEPS) firmou uma parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) para receber alunos da Escola Multicampi de Ciências Médicas, localizada no campus de Caicó-RN. A cada semestre, cerca de 40 alunos participarão de uma semana de atividades no CEPS nas áreas de Obstetrícia, Pediatria, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Psicologia, Assistência Social e pesquisa em Neurociências. A primeira turma encerrou o ciclo de atividades no dia 19 de agosto.

De acordo com a Coordenadora das Atividades de Ensino em Saúde, Lílian Lisboa, a equipe da EMCM escolheu o CEPS para realizar esse projeto por ser uma instituição de ensino referência no atendimento em saúde materno-infantil, dentro do Sistema Único de Saúde (SUS). “Tentamos mostrar aos graduandos a importância da atenção multiprofissional em saúde, independentemente da área médica escolhida, tanto no consultório, quanto no ambulatório de obstetrícia, na pesquisa em neurociências ou nos projetos de extensão. Enquanto estiverem conosco, participarão de tudo o que nós fazemos”, explica Lisboa.

 

alunos-emcm-ceps-2  alunos-emcm-ceps-3alunos-emcm-ceps

 

 

 

 

Alunos da EMCM desenvolvem atividades acadêmicas no CEPS (clique sobre as imagens para ver em tamanho maior).

 

A EMCM promove desde 2013 o primeiro e único curso de medicina do interior do Rio Grande no Norte. Sua proposta pedagógica difere dos cursos tradicionais de medicina por ser centrada no estudante e nos problemas de saúde. Ao invés de ensinarem disciplinas convencionais como anatomia, fisiologia, bioquímica e parasitologia, os professores dão relevância à prática médica. O estudante se depara com um paciente que tem tosse e precisa estudar os fatores que contribuíram para o surgimento dessa tosse.

Além da aprendizagem baseada em problemas, o curso trabalha fortemente articulado com a comunidade. Desde o primeiro semestre os alunos se envolvem em atividades em que há a prática de saúde em comunidades que abrangem 25 municípios, entre Caicó e Currais Novos, alcançando 294.634 habitantes.

 

A experiência no CEPS: relato dos alunos

Ao final da semana de atividades desenvolvida no CEPS, alguns alunos foram indagados sobre como essa experiência impactou o seu processo de aprendizado. A graduanda Dandala da Silva disse ter ficado impressionada por ver funcionando algo que ela só conhecia na literatura médica, que é o atendimento multidisciplinar. “Aqui no CEPS o médico não está acima na hierarquia, ele faz parte de uma rede de saberes que se complementa com o trabalho de outros profissionais, como enfermeiros, fisioterapeutas e psicólogos”, explica Silva.

Já Bárbara Santos de Oliveira destacou o senso de responsabilidade social presente nas unidades do Instituto Santos Dumont. “Todos aqui são muito comprometidos em oferecer um atendimento de excelência, incluindo a pesquisa em neurociências que traz benefícios reais à sociedade. E o melhor de tudo é que os alunos são inseridos desde cedo nesse ambiente”, completa Oliveira.

Alunos EMCM em Frente CEPS

 

Alguns alunos relataram que saem dessa experiência carregados de esperança. “Na vivência do sistema de saúde pública em que estamos inseridos, muitas vezes ficamos decepcionados e achamos que não somos capazes de mudar a dura realidade atual. Mas o CEPS é pequeno, parecido com a nossa realidade; com vontade e um pouco de recursos dá para fazer diferente”, afirma Dandala da Silva.

Os alunos disseram ainda que saem da semana de atividades no CEPS com a mensagem principal de que o importante é cuidar o melhor possível do seu paciente e compartilhar o conhecimento adquirido com quem estiver ao seu redor. Com certeza, podemos esperar desses futuros médicos um cuidado mais humanizado e integral para os seus pacientes.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

RECOMENDAMOS