• Português
  • English

Março: um mês para refletir especialmente sobre as mulheres nos CECs

28/03/201613:52

28/03/16

Por Ariane Mondo – Ascom ISD

Fotos: Alunos e equipes CECs Natal, Macaíba e Serrinha

Mais imagens no álbum do facebook AQUI

S

Alunas do CEC Serrinha (BA).

Muito se fala sobre o papel da mulher na sociedade contemporânea, aproveitando o dia 08 de março, quando se celebra o Dia Internacional da Mulher, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) desde 1977. Os alunos e educadores dos Centros de Educação Científica (CECs) em Natal (RN), Macaíba (RN) e Serrinha (BA) vão além da data simbólica e aproveitam o mês de março para abordar de forma crítica algumas questões relacionadas às mulheres. Por meio de vídeos, charges, letras de músicas, campanhas publicitárias e textos, os estudantes foram incentivados em suas respectivas oficinas a pensar e debater sobre violência contra a mulher, machismo, feminismo, desigualdades e injustiças ainda sofridas pelas mulheres na sociedade.

Os educadores dos CECs levantaram com os alunos exemplos de preconceitos presentes no cotidiano e, de certa forma, naturalizados por muita gente. Com o estímulo do olhar crítico sobre o tema, meninas e meninos produziram sessões fotográficas, redações e cartazes com frases e reflexões sobre as problemáticas relacionadas à mulher e à busca pela igualdade de gêneros.

Em algumas das oficinas, foram abordadas as trajetórias profissionais de grandes mulheres cientistas como Nise da Silveira, psiquiatra brasileira pioneira em estudos sobre novas abordagens no tratamento de transtornos psíquicos; Graziela Maciel Barroso, botânica brasileira reconhecida como a maior catalogadora de plantas do país; a física polonesa Marie Curie, primeira mulher a obter um prêmio Nobel e Rosalind Franklin, biofísica britânica muito conhecida nos estudos da biologia molecular.

Oficina Ciência e Tecnologia, CEC Macaíba.

Oficina Ciência e Tecnologia, CEC Macaíba.

A ideia das atividades realizadas na semana de 07 a 10 de março foi abordar de forma ampla as questões relacionadas à mulher na sociedade e difundir a ideia de que todo dia é dia de respeito e igualdade de direitos. Veja abaixo, os fragmentos de algumas redações feitas pelos alunos dos CECs em Natal e Macaíba:

Acho que a gente deveria ter os mesmos direitos, porque todos nós somos humanos.” – Carina Rocha de Santana – Oficina Ciência e Física | CEC Escola Alfredo J. Monteverde Natal

Para mim, o feminismo é um assunto ainda muito pouco falado e é um modo de todas as mulheres terem um pouco de seus direitos falados pelas pessoas.” – Joseane da Silva Souza – Oficina Ciência e Arte | CEC Escola Alfredo J. Monteverde Macaíba

Existe a palavrinha chamada NÃO, então se falamos NÃO é porque não queremos isso, mas infelizmente parece que a maioria dos homens de hoje em dia não entendem o significado da palavra NÃO.” – Itamara Ribeiro da Silva – Oficina Ciência e Biologia | CEC Escola Alfredo J. Monteverde Natal

Não devemos assediar as mulheres. Eu gostei da nossa discussão sobre o assédio no carnaval, porque nós vimos como as mulheres são assediadas. Toda mulher que levar um assédio deve ligar para o número 180.” – João Victor Rodrigues Barbosa – Oficina Ciência e Biologia | CEC Escola Alfredo J. Monteverde Natal

ciencia_comunicação_site

Oficina Ciência e Comunicação, CEC Natal.

Na minha opinião o dia da mulher não é só dia 08/03 e sim todos os dias, porque todos os dias as mulheres lutam pelos seus direitos e a igualdade.” – Beatriz de Souza Pereira – Oficina Ciência e História | CEC Escola Alfredo J. Monteverde Macaíba

Existe um pensamento muito machista que fala que homens não podem fazer os afazeres do lar, que somente a mulher tem o direito de fazer e até, às vezes, que ela só serve pra isso. Nós crescemos com esse conceito machista e somos muitas vezes obrigadas a aceitar. Mas isso não é certo, pois a mulher também se cansa. E mesmo com filhos para cuidar, casa para arrumar e o seu trabalho, ela ainda tem que ser bonita.” – Esther Gomes Cascudo – Oficina Ciência e Química | CEC Escola Alfredo J. Monteverde Natal

Eu acho que o que foi mais significativo na aula de hoje foi a discussão sobre o Dia Internacional da Mulher, porque nós falamos sobre os direitos e os deveres das mulheres e sobre o machismo que há entre alguns grupos de homens. Falamos como é errada essa opinião que os homens têm sobre as mulheres. Cada aluno deu sua opinião e a gente discutiu sobre esse assunto.” – Ceiça Fernandes Maia – Oficina Ciência e Tecnologia | CEC Escola Alfredo J. Monteverde Natal

Mais informações sobre os CECs Escola Alfredo J. Monteverde, em Natal e Macaíba: http://www.institutosantosdumont.org.br/centro-de-educacao-cientifica-escola-alfredo-j-monteverde/

Mais informações sobre o CEC Serrinha, na Bahia: http://www.institutosantosdumont.org.br/centro-de-educacao-cientifica-serrinha-ba/

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

RECOMENDAMOS